quinta-feira, 6 de abril de 2017


HATSHEPSUT É O CARA!




Pertencente a XII dinastia, no Império Novo, Hatshepsut era a filha mais velha do faraó Tutmés I. Quando seu pai morreu, casou-se com seu irmão bastardo Tutmés II, filho de seu pai e uma concubina. Casamentos entre meio-irmãos, e até mesmo entre irmãos, eram comuns naquela época, entre a realeza, pois tinham o objetivo de manter a linhagem real.

Tutmés II veio a falecer logo. Com isso, Hatshepsut casa com Tutmés III, filho de Tutmés II, seu enteado e sobrinho, pelo mesmo motivo anteriormente explicado.  O novo governante não passava de uma criança, obrigando Hatshepsut a assumir o verdadeiro lugar de faraó. A mulher empoderou-se, definitivamente.

Adotando os atributos faraônicos como cetro, barba postiça, tanga curta e cauda de touro, Hatshepsut declara publicamente ser filha do deus Amon-Rá. O clero, devidamente abastecido, aceita a mesma como sua faraó.

Hatshepsut é considerada uma das mais importantes governantes do antigo Egito, tendo uma influência que ultrapassou os limites nacionais, mesmo que, posteriormente, seu sucessor tenha desprendido ações para apagar seu nome da lista de faraós. Faleceu em 1473 a.C., e foi a quinta governanta egípcia de sua dinastia. Seu corpo está sepultado no Vale das Rainhas e seus monumentos foram derrubados após sua morte .

Apesar de suas realizações, o sobrinho e enteado de Hatchepsut, Tutmés III tentou fazer desaparecer o seu legado perto do fim de seu reinado, possivelmente em represália pela usurpação do seu trono.

Nenhum comentário:

Postar um comentário